Resenhas e Indicações

Anarquismo e ação direta: persuasão e violência na modernidade

Anarquismo e ação direta: persuasão e violência na modernidade

A seguir publicamos um prefácio escrito por Thiago Lemos Silva para o livro Anarquismo e Ação Direta: persuasão e violência na modernidade, de autoria de Adonile Ancelmo Guimarães, que acaba de ser lançado. Quem desejar adquirir o livro, pode obtê-lo no site da Editora Dialética. Por Thiago Lemos Silva  No dia 23 de julho de 2021, os carros que tentavam trafegar pela Rua Caetés, em Belo Horizonte, foram impedidos por uma pilha de pneus que se consumia em chamas desde o início da manhã. Por detrás daquela espessa fumaça, era possível entrever um pequeno grupo de pessoas agitando bandeiras vermelhas…
PorDa Comunidade10/12/2021
As canções de Bilitis

As canções de Bilitis

A seguir publicamos uma resenha escrita por Amparo Poch y Gascón do livro “As canções de Bilitis”, de Pierre Louys. O livro narra a história de Bilitis, uma personagem grega que conta suas aventuras amorosas com diferentes homens e mulheres por meio de poemas em prosa. “As canções de Bilitis” foi publicado originalmente em francês, no ano de 1894, pela editora Charpentier & Fasquelle e ganhou uma edição em português apenas em 1984, pela editora Max Limonad. Na resenha de Gascón, publicada em Cenit, Toulouse, n. 54,  1964,  a autora destaca a importância  política da expressão sexual para o desenvolvimento…
PorDa Comunidade17/11/2021
Crime

Crime

A seguir publicamos uma resenha escrita por Lucía Sánchez Saornil do romance Os condenados da Ilha do Diabo, de autoria da escritora estadunidense Blair Niles, que veio à luz em inglês, no ano de 1928. O texto de Niles se notabilizou à época pelas denúncias feitas à colônia penal localizada na Guiana Francesa, conhecida pelo nome de Ilha do Diabo. Para tramar sua narrativa, Niles cria personagens fictícios a partir de sujeitos reais. Assim, Michel, Felix, David, Peter, Antoine, Janisson, dentre tantos outros, são diretamente inspirados em pessoas que conheceu pessoalmente quando esteve na referida colônia penal.  Ainda que Os…
PorDa Comunidade18/10/2021
Tempos Modernos ou a loucura de Carlitos

Tempos Modernos ou a loucura de Carlitos

A seguir publicamos uma resenha escrita por Mercedes Comaposada sobre o filme Tempos Modernos, de Charles Chaplin, lançado em 1936. O escrito apareceu originalmente em espanhol na revista Mujeres Libres, n.1, Madrid, de maio de 1936. A tradução é de Thiago Lemos Silva.  Por Mercedes Comaposada  “Tempos Modernos”, última obra deste homem genial [Charles Chaplin], marca uma nova fase de sua arte, a qual foi atacada por críticos e escritores que não a compreenderam. Sobre o filme, foi dito que não chega ao nível de outros que ele fez. Apontam como defeito uma tendência social que, na visão dos comentadores,…
PorDa Comunidade04/10/2021
M-8 e a anatomia do genocídio contra a população negra no Brasil

M-8 e a anatomia do genocídio contra a população negra no Brasil

Filme de Jeferson De ajuda a compreender os dados da letalidade policial e da violência no país com enfoque na questão racial.
PorMarcelo Custódio26/07/2021
Pride: orgulho LGBT+ e consciência de classe

Pride: orgulho LGBT+ e consciência de classe

Filme de 2014 resgata a história real de ativistas gays e lésbicas que se mobilizaram para ajudar um grupo de mineiros em greve
PorGeison Neves09/06/2021