Afirmativa realizará aula aberta sobre “Ideologia de Gênero”

No dia 19 do mês passado, o vereador José Luiz Borges tentou invadir a Escola Municipal Norma Borges Beluco, com o pretexto de “fiscalizar” a propagação  da “ideologia de gênero”, que estaria sendo feita em uma aula de Biologia daquela instituição. Como sua tentativa patética foi frustrada pelo diretor, o vereador foi para suas redes sociais e deu uma verdadeira aula de desconhecimento sobre os estudos de gênero. 

Como os meios (mal chamados) de comunicação mais servem para desinformar do que esclarecer, o seu discurso contra a “ideologia de gênero” se espalhou rapidamente. Ganhou ares de verdade e arregimentou uma horda de seguidores, que, sem saber do assunto, passaram a reproduzi-lo de modo completamente irreflexivo. 

Com o propósito de esclarecer a população patense a esse respeito, o Cursinho Popular Afirmativa realizará neste sábado ( 06/11), a partir das 14:00 horas,  a aula aberta: “Existe Ideologia de Gênero? Do delírio  à realidade”. De acordo com a coordenação do Cursinho, ainda que a atividade esteja voltada para os alunos e as alunas do mesmo, ela estará aberta para a participação do público em geral. “Entendemos”, disse ao Patos à Esquerda, “que a educação popular deve socializar o conhecimento acadêmico com todas as pessoas, independentemente de seu grau de escolarização, ainda mais quando se trata de um tema tão sensível quanto este”.

A atividade contará com a participação de três pessoas, todas elas engajadas com os estudos de gênero ao longo de suas trajetórias acadêmicas e/ou políticas. Dayane Freitas, mestra em História pela UFU e professora da rede estadual de Minas Gerais, abrirá a aula, enfocando o percurso histórico dos estudos de gênero. Thiago Lemos, mestre em História pela UFU e professor do Afirmativa, virá em seguida, abordando a farsa da “ideologia de gênero”. Finalizando a aula, Luana Bernardes, graduanda em História pelo Unipam e professora da rede estadual de Minas Gerais, discutirá os efeitos da “ideologia de gênero” na educação brasileira.

Para quem deseja assistir à aula, basta fazer sua inscrição, clicando no botão abaixo:

Vale lembrar que a atividade é gratuita, como de resto todas as demais atividades do Cursinho, que segue aberto para estudantes que desejem participar do projeto. 

Deixar uma resposta